Documento sobre cobrança de pedágio entre Teresina e Timon é falso

É falso um projeto de lei atribuído à Prefeitura de Teresina sobre estudo de exploração da infraestrutura rodoviária para a cobrança de pedágio na Ponte Metálica, entre a capital piauiense e a cidade de Timon, a 450 quilômetros dee São Luís.

A fake news traz ainda o valor a ser cobrado de R$ 2 e, como justificativa, a crise no país. O secretário municipal de Governo do Piauí, Fernando Said, esclareceu que o documento não existe e atribuiu a notícia falsa ao período eleitoral. 

“Este documento não existe. É um desserviço com o povo de Timon e de Teresina […] é a velha e tradicional forma de fazer política”, disse o secretário. 

Fernando Said disse ainda que cabe aos órgãos competentes adotar medidas legais. O procurador geral do município, Raimundo Eugênio Barbosa dos Santos Rocha, acrescentou que teve conhecimento do falso documento e que já encaminhou ao setor da procuradoria judicial. 

“O setor vai encaminhar para a delegacia de crimes virtuais para a tomada de providências”, disse o procurador geral de Teresina. Do Cidade Verde.