TSE nega envio de e-mail para eleitores solicitando participação em votação online

O Tribunal Superior Eleitoral afirmou nesta terça-feira (10) que não envia e-mail a eleitores solicitando participação em votação experimental via internet, tampouco solicita dando pessoas de eleitores.

Em nota o órgão afirmou que criminosos estão enviando e-mails em nome do TSE solicitando a realização de um teste online para as eleições deste ano, o e-mail afirma que caso o eleitor se recuse a participar deverá pagar multa de R$ 193,44.

Confira a nota na íntegra:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que não enviou nenhum e-mail que intima eleitores a participar de votação experimental pela internet. Todos os anos – especialmente os anos eleitorais -, chegam aos canais de relacionamento da Justiça Eleitoral relatos de cidadãos que contam terem recebido mensagens de e-mail ou via aplicativos de smartphones com mensagens enganosas que se passam por comunicado oficial.

Essas mensagens sempre oferecem um link de origem duvidosa, que convidam o cidadão a clicar para saber mais detalhes. Contudo, essas mensagens são falsas e, ao que tudo indica, são enviadas por criminosos para, por meio delas, coletar dados do cidadão, como o número do CPF, para serem usados em golpes.

A mensagem falsa que circula atualmente fala de um novo portal de votação eletrônica que teria sido criado pelo TSE para viabilizar a participação nas eleições municipais via internet e ainda atribui ao eleitor multa de R$ 193,44 caso não atenda ao chamado de clicar na mensagem recebida.

Em caso de dúvida sobre a veracidade do teor de uma mensagem, confira sempre os canais oficiais da Justiça Eleitoral.