Featured Video Play Icon

O debate “Pinga Fogo”, realizado pelo programa Bom Dia Maranhão, recebeu nesta quarta-feira (11) os candidatos a prefeito de São Luís, Yglésio Moyses (PROS) e Rubens Junior (PC do B). O objetivo era expor ideias e debater sobre o futuro de São Luís.

De acordo com o regulamento do embate, foram 30 segundos para perguntas, um minuto para respostas, um minuto para réplicas e 30 segundos para tréplicas. As perguntas foram com temas livres e, de forma alternada, o candidato Yglésio começou a sequência de perguntas.

Na primeira pergunta, o candidato Yglésio abordou sobre o plano de governo do candidato Rubens Junior. Ele respondeu que, no seu plano de governo, assumirá o compromisso com todas as propostas, não necessariamente no primeiro ano de mandato.

A segunda rodada foi discutida sobre cultura e, na oportunidade, o candidato Yglésio informou que a cultura de São Luís será descentralizada, voltada para quem habita em São Luís e depois para as pessoas de fora.

O terceiro tema foi saúde e o clima esquentou com as propostas e discussões entre os candidatos. Segundo Rubens Júnior, a ajuda na urgência e emergência virá do Governo Estadual com o Hospital da Ilha, o que vai desafogar os Socorrões I e II, além de prometer e transformar as quatro unidades mistas em Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), além de criar mais cinco UPA’s.

O candidato do PROS rebateu que existem outros segmentos para tratar na saúde e que São Luís não necessita de mais UPA’s. Afirmou também que os Socorrões não podem ser usados como pontos de cirurgia eletiva.

A quarta proposta de debate foi habitação e a quinta sobre educação, outro ponto de interesse dos eleitores da capital. Rubens garantiu que as aulas começarão no dia 1° de fevereiro, no governo dele, com precaução sanitária, garantia de testagem, pontos de higienização, ventilação e obras paliativas para iniciar com segurança as aulas.

Já o candidato Yglésio rebateu, mais uma vez, e falou que para iniciar a aula no dia 1° de fevereiro é necessário uma série de recomendações e ações como, por exemplo, calendário, planejamento, licitação de empresas para realização de obras e outros procedimentos não tão simples de resolver.

Na penúltima rodada, o tema foi mobilidade urbana. Logo após, cada candidato deixou um recado, o primeiro foi Rubens Júnior: “Na política, eu estou pra servir e não ser servido, sou cristão, advogado e nunca voltei contra o trabalhador, sou ficha limpa e estou preparado para governar a cidade”, disse.

“Agradeço a oportunidade de discutir sobre minha cidade e sei o quanto ralei contra  o sistema. Estudei e estudo para realizar a missão de servir a cidade por quatro anos, se tem alguém que tem condições de entregar uma cidade melhor, esse caminho é Yglésio”, finalizou o candidato do PROS.