Featured Video Play Icon

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), desembargador Tyrone Silva, recebeu nesta segunda-feira (09), os representantes das 5 empresas que prestarão serviços de distribuição e recolhimento das urnas, respectivas mídias de resultados e demais materiais nestas eleições 2020 no estado.

A logística de urna e material de votação é um dos processos de eleição. Coordenado pelos servidores Luan Rafael e Edson Macedo, da Coordenadoria de Logística e Seção de Mídias e Suprimentos da Secretaria de Tecnologia da Informação do Regional.

Desde de agosto de 2019, a equipe do processo iniciou a preparação dos estudos técnicos preliminares, mapa de risco e termo de referência. Juntamente com os chefes de cartório, eles definiram as rotas a serem contratadas e o estado foi dividido em 19 lotes, de acordo com a divisão territorial, garantindo que as urnas e materiais de votação estejam nos locais no dia e horário marcado, bem como o retorno para os locais de transmissão dos resultados e armazenamento das urnas.

“Chamei vocês aqui para ressaltar a importância que este processo de logística tem para as eleições, pedindo que tenham bastante atenção e empenho ao trabalho que estarão prestando”, registrou o presidente.

Sobre a importância da realização de debates políticos que ajudem o eleitor a realizar suas escolhas balizadas nas propostas de cada candidato, o presidente do TRE-MA fez avaliação. “O debate é importantíssimo, sem dúvida nenhuma. O debate, a entrevista, a própria propaganda, o candidato – naturalmente – informar o eleitor das suas qualidades. Faz parte do processo político, faz parte da democracia e, sem dúvida, é salutar para as eleições”, disse.

As empresas contratadas pelo TRE-MA via licitação para prestarem esse serviço foram: Via Barcelona, Lokal, Cecol, 4×4 Rent a Car e Transit.

Serão utilizados em torno de 3.950 veículos e os roteiros de distribuição e recolhimento constam em Termo de Referência do contrato celebrado entre as empresas e o TRE-MA e atenderá o solicitado pelas zonas eleitorais. Os veículos não podem ter qualquer identificação, propaganda eleitoral ou símbolo que remeta a partido ou coligação, quer em nível municipal, estadual ou federal.

O Tribunal acompanhará e fiscalizará a execução do contrato, exigindo todos os compromissos assumidos pelas contratadas. No dia da eleição, pelo menos 1 representante de cada empresa estará na sede do TRE para resolver rapidamente qualquer problema.