Featured Video Play Icon

Novembro é mês de campanha do combate ao câncer de próstata, a segunda principal causa de morte por câncer em homens. Estimasse que a cada 41 homens, pelo menos 1 morrerá de câncer de próstata.

O câncer de próstata acomete principalmente homens com idade avançada, já que seis em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos. De acordo com o urologista José Ribamar Calixto, o câncer de próstata é um câncer silencioso na fase inicial.

“Ele é um tumor relativamente indolente, mas ele tem os seus estágios de evolução, da fase inicial até a fase intermediária ele pode levar de um a cinco anos, mas quando ele passa da fase intermediária para a fase avançada ele acelera sua velocidade de crescimento, se tornando um tumor que maltrata”

O grande desafio no combate ao câncer de próstata é o diagnóstico precoce, já que a grande maioria dos homens não realizam os exames regularmente.

“A saúde do homem é um grande desafio para a sociedade brasileira de urologia, colocar na nossa cultura a cultura a prevenção e o diagnóstico precoce. Porque são várias as doenças do homem, e o homem tem essa cultura de não procurar o médico de não procurar se cuidar, quando a mulher já tem uma cultura há anos bem definida quanto a prevenção do câncer de colo de útero e ao câncer de mama” afirma o doutor.

Um fator negativo na campanha novembro azul deste ano, é a pandemia da covid-19, pois devido ao isolamento social muitos homens não realizam os exames de rotina.

“Com a pandemia esse diagnóstico está sendo atrasado, nós temos que correr contra o tempo. E o novembro azul veio justamente ‘pra’ isso, pra alertar os homens que o câncer de próstata na fase inicial é curável com um só tratamento, e não há nenhum sintoma nessa fase” finaliza o doutor José Ribamar Calixto.