Distrito Sanitário Especial Indígena no Maranhão recebe mutirão de atendimentos

A Equipe de Saúde Volante da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, realiza no período de 4 a 7 de novembro um mutirão de atendimentos de saúde será levado à região sul do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Maranhão.

O objetivo é reforçar o atendimento realizado por 745 profissionais de saúde que atuam na região neste período de pandemia e reforçar no combate à Covid-19 e outras doenças. A expectativa é atender cerca de 1,8 mil indígenas das etnias Guajajara e Krikati.

Serão enviados mais de 94 mil itens de suprimentos entre medicamentos, teste para Covid-19 e Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

A Equipe de Saúde Volante da Saúde é composta por três enfermeiros, três técnicos de enfermagem e quatro médicos, sendo dois clínicos gerais, um pediatra e um ginecologista. O DSEI disponibilizará médicos, dentistas e outros profissionais que compõe as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) que já atuam nos Polos Base. Os atendimentos ocorrerão nos Polos Base de Barra do Corda, Grajaú e Amarante.

ATENÇÃO BÁSICA

O trabalho da SESAI é levar saúde básica às aldeias como diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias, desnutrição, verminoses, doenças dermatológicas, doenças crônicas como diabetes e hipertensão, entre outros. Quando há necessidade, em casos de média e alta complexidade, os pacientes são encaminhados pelo DSEI à rede hospitalar municipal e estadual.

Esta ação complementa a Missão Interministerial de Combate à Covid-19, realizada pelos Ministérios da Saúde e da Defesa, no DSEI Maranhão, no período de 14 de setembro a 5 de outubro. Na ocasião foram realizados mais de 19 mil atendimentos com o apoio logístico e de 26 profissionais de saúde das Forças Armadas.

As missões no DSEI Maranhão integram a operação conjunta de combate à Covid-19 dos ministérios da Saúde, Defesa e parceiros que estão sendo realizada desde maio. Os DSEIs têm autonomia para compra de insumos, mas a SESAI já enviou mais de 3 milhões de itens de EPIs para complementação do estoque.