PIX começa a operar para 5% dos usuários na próxima terça-feira (3)

As operações do Pix terão início nesta terça-feira (3) apenas para 5% dos usuários. Nesta primeira fase, que vai até o dia 8 de novembro, as 762 instituições financeiras que aderiram ao sistema terão que selecionar uma amostra que corresponda entre 1% e 5% da sua base total de clientes.

A partir do dia 9, esse número poderá crescer gradualmente e, no dia 16 de novembro, o Pix será liberado para todos aqueles que já se cadastraram. É importante esclarecer que, já na primeira fase, qualquer usuário poderá receber pagamentos em suas contas pelo Pix. A limitação se refere a quem poderá realizar esses pagamentos.

Inicialmente, o sistema de pagamentos instantâneos funcionará apenas entre 9h e 22h. No entanto, nas quintas e sextas-feiras, os horários serão diferentes para testar o funcionamento do sistema por mais de 24 horas seguidas: nos dias 5 e 12 de novembro, o serviço vai operar de 9h à 0h; já nos dias 6 e 13 de novembro, o horário será de 0h às 22h.

Eventuais problemas

O Banco Central deixou claro que essa fase de pré-operação tem como objetivo verificar se o sistema está funcionando corretamente. Por esse motivo, é possível que intercorrências aconteçam, como explicou Carlos Brandt, chefe-adjunto do departamento de competição e de estrutura do mercado financeiro (Decem) do Banco Central.

“Intercorrências nas primeiras horas ou dias fazem parte de processo de acionamento de um sistema complexo como esse. É algo encarado com absoluta naturalidade pelo BC. Exatamente por isso há restrições nesta fase”.

*Com informações do Tecmundo