Jovens da Funac se preparam para concurso e participam de aula de redação

Aconteceu hoje a aula presencial de Redação para adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e se preparam para concorrer ao VI Concurso de Redação da Defensoria Pública da União (DPU). O “aulão” ocorreu no Centro Socioeducativo de Internação do Vinhais com realização da Fundação da Criança e Adolescente (Funac).

Atendendo todos os protocolos de segurança contra o covid-19, a aula foi ministrada pelo professor Paulo Eduardo Serejo e teve o tema “Entre o céu e o asfalto: onde está a dignidade da população em situação de rua? 14 adolescentes e técnicos da unidade participarão do concurso, que terá a inscrição encerrada até o dia 06 de novembro e o resultado divulgado no dia 14 de dezembro.

O professor aproveitou a oportunidade e acompanhou cada jovem com orientações e leitura das redações já produzidas pelos socioeducandos. Para a competição, os jovens passam, diariamente, por uma rotina de estudos que começa com um momento de redação em sala de aula, exibição de vídeos, textos e explanação do tema, oficinas temáticas e técnicas, além do acompanhamento por profissionais do Centro, que realizam tutoria da redação que, posteriormente, são enviadas aos professores.

Para o chefe da Assessoria de Planejamento e Ações Estratégicas da Funac, Nikson Daniel, o projeto Leitura Ativa busca garantir subsídios para que os adolescentes busquem interesse pela leitura e escrita.

“Estamos preparando os adolescentes para o concurso da DPU e temos obtidas as primeiras colocações. E isso é importante em função de termos a educação como um dos pilares desse sistema, utilizando como instrumento de ressignificação de parâmetro para reconstrução de projetos de vida aos socioeducandos, pois a educação é fundamental para dar continuidade no pós medida e a utilizamos como ferramenta de ressocialização e superação”, destacou Nikson.

O ano de 2020, é o terceiro consecutivo em que a Fundação participa do concurso e conquista o 1º, 2º e 3º lugar, na categoria para adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa e, em 2019, a servidora Ligia Santos recebeu o 1º lugar na categoria de servidores do sistema socioeducativo. Os premiados receberam medalhas de reconhecimento, tablets e câmera fotográfica.