Armas e munições não poderão ser guardadas em fóruns, reforça corregedor-geral da justiça

Resolução do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), referendada em outubro deste ano, determina que não será mais permitido o depósito de armas, acessórios, munições, artefatos e outros objetos bélicos em unidades judiciais.

A resolução do TJMA alerta sobre o grande número de armas e munições apreendidas e “desnecessariamente custodiadas nas unidades judiciais do Estado do Maranhão” e o grave risco que representam e a necessidade de dar uma destinação às armas e munições apreendidas, sem prejuízo do devido processo legal.

Ainda de acordo com a resolução, o acervo existente nas dependências do Poder Judiciário, que já esteja em condições de destruição ou doação, deverá ser devidamente identificado e relatado à Diretoria de Segurança Institucional e Gabinete Militar do Tribunal para que seja providenciado o imediato recolhimento.

O corregedor-geral da justiça, desembargador Paulo Velten, encaminhou mensagens aos juízes das comarcas comunicando sobre a resolução.

ROUBO EM FÓRUM

No dia 18 de outubro, homens altamente armados entraram no Fórum de Justiça do município de Carolina, rendendo o vigilante e levando armas, dinheiro e drogas que faziam parte dos processos. Três pessoas suspeitas de participar do crime já foram presas; com eles foram apreendidos materiais relacionados ao assalto.