Transexual morre após um mês da agressão sofrida em São Luís Gonzaga

A Transexual Natasha Nascimento, de 29 anos, morreu neste sábado, na UTI do Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís, após ser internada devido a suspeita de agressão que sofreu, há mais de um mês, na saída de uma festa em São Luís Gonzaga.

Até o momento, não foi divulgada a causa da morte, mas o estado de saúde da transexual, que se encontrava no hospital da capital há mais de um mês, era considerado grave.

A Polícia Civil investiga suposta agressão sofrida pela jovem transexual Natasha Nascimento, de 29 anos. O caso teria acontecido na saída de uma festa no município de São Luís Gonzaga, a 209 km da capital maranhense.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), que acompanha o caso, divulgou uma nota em seu site oficial, confira na íntegra:

É com tristeza que recebemos a notícia do falecimento de Natasha Lima, mulher transgênero brutalmente violentada no município de São Luís Gonzaga do Maranhão em meados de setembro do corrente ano.

Atos de violência e discriminação não podem continuar sendo perpetrados sem que qualquer resposta por parte dos órgãos competentes seja dada à sociedade.

Natasha não foi a primeira e, infelizmente, não será a última se essa cultura de ódio contra a população trans e demais minorias permanecer.
Isso PRECISA PARAR!

Essa infeliz realidade só poderá ser interrompida com a construção coletiva de uma cultura de paz, democracia e de direitos humanos. Isso demanda diálogo e enfrentamento a violências estruturais como a LGBTfobia.

Nesse momento nos solidarizamos com os familiares e amigos de Natasha e partilhamos do sentimento de luto que os assola.


Segundo as informações mais recentes recebidas pelas Comissões, A Prefeitura de São Luís Gonzaga já providenciou o translado do corpo, que aguarda liberação prevista para ocorrer ainda esta tarde e o carro funerário chegará em seguida para levá-la até sua cidade.

Esperamos que as Instituições competentes ajam com o máximo de atenção e assertividade sobre o caso.