Ponte Preta se reapresenta e busca ‘juntar os cacos’ após vexame em casa

O elenco da Ponte Preta se reapresentou nesta quarta-feira à tarde, um dia depois de ter protagonizado o seu maior vexame no estádio Moisés Lucarelli nos últimos 25 anos ao ser goleado pela Chapecoense, por 5 a 0, pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Logo depois da partida, o técnico Marcelo Oliveira havia dito que todos os problemas seriam resolvidos internamente e na reapresentação, pois aquele momento não era o ideal, já que todos estavam de cabeça quente. “Vamos discutir nossos problemas internamente, no treinamento. Depois de uma derrota como essa está todo mundo de cabeça quente”, disse o treinador.

Marcelo Oliveira tem apenas mais dois treinamentos para definir qual será a escalação da Ponte Preta contra o CRB, no sábado, em Maceió. Apesar do pouco tempo, o treinador deve realizar várias alterações.

Principais alvos dos torcedores, os zagueiros Luizão e Alisson dificilmente continuarão entre os titulares. O lateral-esquerdo Ernandes, o volante Neto Moura e os atacantes Moisés e Tiago Orobó são outros que devem perder espaço.

O treinador tem a volta do atacante Matheus Peixoto, que cumpriu suspensão, e também pode ganhar mais opções do lateral-esquerdo Guilherme Lazaroni, dos zagueiros Wellington Carvalho e Ruan Renato, e do volante Barreto. Estes dois últimos podem fazer a estreia.

Apesar da goleada sofrida na última terça-feira, a Ponte Preta continua no G4 da Série B, em quarto lugar, com 27 pontos.

*Com informações do Estadão Conteúdo