Featured Video Play Icon

Foram identificados quatro suspeitos de terem matado uma cobra sucuri de 7 metros às margens do rio Una, em Morros, cidade a 100 quilômetros da capital maranhense. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da prefeitura municipal que procura agora os outros três envolvidos. O assunto será abordado no Hora D desta quinta-feira (15), programa apresentado pela jornalista Keith Almeida, a partir do meio dia na TV Difusora.

O caso aconteceu no início do mês de outubro, no povoado Santana. As cobras do tipo sucuri são comuns em áreas de rios e lagos. À época, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) encaminhou a ocorrência para o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA).

CRIME AMBIENTAL

A SEMA alerta que matar animais silvestres configura crime ambiental, como prevê o Artigo 29 da Lei Federal nº 9.605/98, resultando em pena de detenção e multa de acordo com Lei Federal nº 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais) e seu Decreto Federal n° 6.514/2008, consolidada pela Constituição Federal, no que tange a sua aplicação com mais rigor. O caso está sendo apurado pelo Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) com o apoio da Polícia Militar de Morros para responsabilização dos autores.

A Secretaria ressalta que, em caso de aparecimento desses animais fora de seu ambiente natural próximo a residências é de extrema importância que a população não tente realizar manejo. A orientação é afastar-se imediatamente e informar a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) e acionar o Corpo de Bombeiros (CBMMA) ou Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) para que o resgate seja realizado por profissionais treinados e preparados para a ação.

A população pode apresentar denúncias de toda forma de crime ambiental, por meio da Ouvidoria Eletrônica da SEMA no número (98) 3194-8911.