Featured Video Play Icon

Por Marcelo Júnior, da TV Difusora Sul

A equipe do Cavalo de Aço vive um momento delicado e o time faz a pior campanha de sua história no Brasileiro da Série C. São 9 derrotas consecutivas em 10 jogos disputados, apenas 1 ponto conquistado e 24 gols sofridos.

Com a série de resultados negativos e a situação ficando cada vez pior, o presidente do Imperatriz, Adauto Carvalho, resolveu fazer o distrato com a empresa JB Sports, terceirizada que vinha sendo a responsável pela gestão do departamento de futebol. O jornalismo do portal MA10 procurou a empresa JB Sports para comentar o assunto, mas nenhum posicionamento foi divulgado até o fechamento desta matéria.

Em razão dessa medida, após a derrota contra o Treze da Paraíba no dia 8 de outubro no Estádio Amigão, em Campina Grande/PB, 9 dos 15 atletas que tem vínculo com a empresa, mas com contrato com o time do Imperatriz até o final desse mês, decidiram abandonar a equipe e retornaram para suas cidades de origem.

O goleiro Henal, os zagueiros Xandão, Felipe Marcelino e Douglas Mendes, os laterais Makeka e Léo Rodrigues, o meia Jocinei e os atacantes Anderson Cavalo e Guilherme Garré foram embora. Dos que foram contratados pela empresa, apenas o goleiro Rodrigo Calchi, os meias Erthal, Judson e Edu Amparo e os atacantes Reginaldo Jr e Blaise Loic ficaram. Além disso, estão lesionados Ramon Baiano, Odair, Henrique Mattos e Lorran.

Para o jogo do Imperatriz contra o Jacuípense/BA, partida atrasada da segunda rodada da competição por causa da Covid-19, a diretoria do Cavalo de Aço chegou a temer que outros atletas vinculados a JB Sports pudessem ir embora e especulou-se que a equipe pudesse sofrer W.O. (walk over, que traduzido para a língua portuguesa significa “vitória fácil”)  por não ter o número mínimo suficiente para disputar a partida.

A diretoria do Cavalo de Aço acionou o departamento jurídico para tomada de providências com relação aos atletas que abandonaram o time, pois eles tinham contrato até o final desse mês. O próximo jogo é domingo (18) às 17h, em Salvador, contra Jacuípense/BA válido pela décima primeira rodada, no jogo da volta.