Arma que matou criança de 12 anos em São José de Ribamar é entregue à polícia

De acordo com o delegado adjunto Paulo de Tarso, da delegacia especial de São José de Ribamar, o cunhado do pai do menino de 12 anos, identificado como João Pedro Moraes de Lima, que foi encontrado morto em casa, nesta terça (13), entregou a arma à polícia. O caso ocorreu no bairro Moropóia em São José de Ribamar.

“Nós ouvimos ontem mesmo o cunhado do pai da vítima, que é o proprietário da arma que foi usada no incidente. Ele, um policial militar reformado que tinha autorização para ter a arma, apresentou o objeto e também os projéteis. Ouvimos, recolhemos os materiais e estamos dando continuidade às investigações”, disse o delegado.

Ainda de acordo com Paulo de Tarso, em depoimento, o PM afirmou que a arma estava na casa do pai da vítima, porque faria uma viagem e precisaria de um lugar para guardar o objeto. Os pais da vítima devem ser ouvidos nesta quinta-feira (15).

Diante das circunstâncias, o delegado afirmou também, que nenhuma hipótese pode ser descartada. “A informação inicial é de que teria sido suicídio. Uma criança de 12 anos, com acesso a uma arma, sozinho em casa. Mas nós trabalhamos com todas as linhas de investigações. Não podemos descartar nada por enquanto”, concluiu.

Entenda o caso

Um menino identificado como João Pedro Moraes de Lima, de 12 anos, morreu após atirar acidentalmente contra a própria cabeça ao manusear a arma de um parente, nesta terça-feira(13). O caso ocorreu no fim da manhã no bairro Moropóia, em São José de Ribamar.

De acordo com informações do delegado Paulo de Tarso, que acompanha as investigações, o menino morava com os pais, mas estava sozinho no momento do acidente. A vizinhança teria escutado um disparo de arma de fogo e acionou a polícia, que já encontrou o menino sem vida no local. A arma, segundo a Polícia Civil, tinha registro e estava dentro da legalidade para uso.

O Instituto Médico Legal (IML) foi deslocado para fazer a remoção do corpo da criança, que estava no sofá da casa. O caso segue sob investigação; a arma de fogo não foi encontrada no local.