Presa mulher que atropelou e matou criança de 3 anos na praia de Panaquatira

Uma mulher identificada como Samanta Martins da Silva Yoshihiro, de 40 anos, foi presa em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal de São José de Ribamar.

Ela é suspeita de ter atropelado na praia de Panaquatira, no ano de 2010, Carlos Daniel da Silva Rodrigues, de 3 anos de idade, e ferido Carla Cristine da Silva Rodrigues e Darcy Santos Cardoso. Além deles, mais 5 pessoas foram vítimas do atropelamento.

A prisão aconteceu nesta quinta-feira (08); e foi efetuada pela Delegacia Especial de São Jose de Ribamar e Guarda Civil Municipal. A mulher estava na Unidade 105 do bairro Cidade Operaria, em São Luís.

ENTENDA O CASO

Em setembro de 2010, Samanta Yoshihiro, após consumir bebida alcoólica, dirigiu em alta velocidade na areia da praia de Panaquatira, que estava repleta de banhistas, atropelando oito pessoas, entre as quais Carlos Daniel. A criança morreu enquanto tomava banho de mar. Consta nos autos, que a condenada fugiu sem prestar socorro à vítima.

Em 2016, durante sessão do Tribunal do Júri da Comarca de São José de Ribamar, Samanta foi condenada a 10 anos e 6 meses de prisão. A sentença correspondia à soma das penas do homicídio e das 2duas de lesão corporal. Ela podia recorrer em liberdade, porém estaria com o nome no Sistema Nacional de Procurados e Impedidos do Departamento da Polícia Federal (Sinpi), permanecendo impedida de tirar passaporte e de sair do território nacional.

À época, o júri acolheu a tese de acusação do Ministério Público do Maranhão de homicídio com dolo eventual. “Essa decisão deixa um recado claro para os outros motoristas e para toda a população: quem bebe e dirige é totalmente responsável por esse ato e suas consequências”, afirmou a promotora de justiça Bianka Sekeff.