Featured Video Play Icon

 O aplicativo “Salve Maria “, destinado ao auxílio de mulheres vítimas de violência sexual, criado em julho desse ano vem alcançando um número de downloads cada vez maior, nos últimos dois meses. De acordo com a Polícia Militar, em média a patrulha tinha estrutura para atender 17 ocorrências por mês, e agora chega a 300 denúncias dos mais diversos casos de violência contra a mulher.

 Segundo Augusta Andrade, coordenadora comunitária de segurança da Polícia Militar do Maranhão (PPMA), responsável pela patrulha Maria da Penha, afirma que as denúncias são feitas de maneira rápida e menos burocrática.

“É mais uma política pública de apoio e incentivo as mulheres, que só vem para ajudar, incentivar e pra dar segurança a essa mulher que tem sofrido violência”, afirmou a coordenadora.

Foi realizada nesta quinta-feira (23), na Secretaria de Segurança, reunião para tratar do início do uso do Aplicativo Salve Maria-MARANHÃO, mais uma ferramenta disponibilizada para potencializar o enfrentamento à violência de gênero e que se soma a outros canais, a exemplo da delegacia “online”, para denunciar a prática de crimes de gênero às forças policiais.