Falta de urnas faz TRE-MA unificar 1.547 seções para as eleições municipais

Com o atraso no processo de licitação na aquisição de novas urnas para as eleições municipais de 2020, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que as novas urnas devem ser utilizadas apenas nas eleições de 2022. No Maranhão, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), 1.547 sessões terão que ser unificadas.

De acordo com o TRE-MA, após a revisão em todas as urnas do processo, foram eliminadas 5.385 seções com transferência temporária de eleitor e agregações, sendo que essas eliminações 1547 foram por transferência temporária, ou seja, eleitores de diferentes sessões se unirão no mesmo local de votação para exercer o direito de cidadania.

Porém, essa iniciativa não será uma particularidade do Maranhão, todos os estados passarão por esse processo, pois o TSE não conseguiu finalizar o processo de licitação para as novas urnas das eleições de 2020.

O objetivo do TSE com a compra de novas urnas é adquirir até 180 mil para substituir parte do parque tecnológico, que atualmente é de 470 mil unidades em todo o país. Urnas fabricadas em 2006 e 2008, cuja vida útil está esgotada, precisam ser substituídas pelos novos modelos.