46 mulheres foram assassinadas em todo o Maranhão em 2020

Uma edição especial está sendo preparada para o Hora D desta quarta-feira (30), programa da TV Difusora apresentado pela jornalista Keith Almeida. É que o jornal celebra 264 edições ao longo de um ano. Foram mais de 396 horas de programas ao vivo; mais de 23 mil minutos no ar.

Ao longo da edição desta quarta-feira, Keith Almeida mostra o retorno do programa à primeira comunidade visitada na estreia em 2019: o bairro Bob Kennedy, em Paço do Lumiar. A jornalista também esteve na feira do João Paulo, em São Luís, para conferir o que mudou após um ano de programa. Ela foi ver como as pessoas estão, em meio à pandemia do coronavírus, e bateu um papo com personagens conhecidos de quem frequenta o local.

Números importantes também são o destaque a edição de aniversário. Entre os meses de janeiro a setembro de 2020, a capital maranhense registrou 554 casos de violência contra pessoas idosas. Os dados são da Defensoria Pública do Maranhão (DPE/MA). De acordo com o levantamento, os abusos mais comuns registrados são negligência, violência psicológica e abuso financeiro. 

No estúdio, a convidada será a Coordenadora Geral das Delegacias da Mulher no Maranhão, delegada Kazumi Tanaka. Até a data atual, segundo informações da Casa da Mulher Brasileira, 46 mulheres foram assassinadas em todo o estado.

Nesta quarta-feira, também, o programa reforça o prazo para contribuintes quitarem seus débitos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com benefícios fiscais de redução de multas e juros. A adesão pode ser feita no site da Sefaz (portal.sefaz.ma.gov.br) na página do IPVA.

O Hora D vai ao ar de segunda a sexta, de meio dia às 13h30, na TV Difusora, sob comando de Keith Almeida.