Home Maranhão Queimadas no Maranhão caem 33% no primeiro semestre

Queimadas no Maranhão caem 33% no primeiro semestre

Queimadas no Maranhão caem 33% no primeiro semestre

O Maranhão registrou queda no número de focos de incêndio no primeiro semestre de 2020. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) tabulados pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) mostram que houve redução de 33% na quantidade de pontos de fogo florestal em todo o território.

Ainda este ano, serão criadas cartilhas específicas sobre queimadas para os municípios de Mirador, Balsas, Imperatriz, Grajaú, Barra do Corda e Codó. Seminários e cursos de capacitação também serão organizados nessas regiões.

O segundo semestre marca a chegada do período de estiagem. As altas temperaturas e a baixa umidade relativa do ar registrados no período são sinais de alerta para maior incidência de focos de incêndios em áreas florestais. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), queimadas descontroladas não representam perigo apenas para as áreas verdes, mas podem comprometer ecossistemas amazônicos e do cerrado, aumentar a mortandade de animais silvestres, além de provocar doenças respiratórias em humanos e aumentar o risco de acidentes nas estradas. 

O que fazer em casos de incêndios?

A principal recomendação para quem observar algum foco de queimada em áreas florestais é a denúncia. 

Denúncias podem ser feitas diretamente ao Corpo de Bombeiros, no telefone 193, ou com fotos ou vídeos enviados para o Whatsapp da SEMA (98) 99100-6424.

Com informações da assessoria.