Infectologista fala no BDM sobre estudo sobre permancência de anticorpos da COVID-19

Pesquisadores de uma universidade britânica anunciaram que a carga de anticorpos de pessoas que se curaram do coronavírus pode cair, ou seja, o estudo sugere que a reinfecção pode acontecer. Sobre o assunto, o jornalista Adalberto Melo entrevistou nesta terça-feira (14), no jornal Bom Dia Maranhão, a infectologista Maria dos Remédios Freitas Carvalho Branco.

Segundo a pesquisa, que ainda não foi publicada ou revisada por outros cientistas, os pacientes viram um pico de anticorpos imunizantes após um período de três semanas depois do aparecimento dos sintomas; a partir de então, os níveis passaram a cair progressivamente, tornando-se indetectáveis em alguns dos casos acompanhados em questão de três meses.

O estudo percebeu que 60% dos pacientes desenvolveram uma resposta imunológica potente enquanto seus organismos combatiam o vírus, mas apenas 17% dos pacientes mantiveram esses anticorpos com o passar dos meses, como relata o jornal The Guardian. Com informações do Olhar Digital.