Homem é preso no Maranhão após estuprar as duas filhas por sete anos

A Polícia Civil do Maranhão prendeu essa semana um homem suspeito de estuprar as próprias filhas, quando ainda eram menores de idade, em Senador La Rocque, cidade a 650 quilômetros da capital. O criminoso ameaçava as vítimas com uma faca.

Os abusos começaram em 2007 e duraram até 2014. Na época, as irmãs tinham 12 e 13 anos – hoje, têm 24 e 26 anos. Segundo o delegado Erich Feitosa Gomes, responsável pelo caso, o suspeito cometeu o crime por vários anos. “Com uma delas durou até completar a maioridade; com a outra acabou logo no começo, pois ela contou para a mãe”, disse.

No local da prisão, a polícia encontrou duas espingardas de fabricação artesanal, pólvora e chumbo. Além das armas de fogo, foram localizadas duas facas – uma delas foi indicada por uma das vítimas como a arma usada pelo acusado para forçar a prática do crime sexual.

A polícia teve ciência dos abusos cometidos contra as adolescentes após um pastor, acompanhado pelas duas vítimas, relatar o ocorrido. “Foi ele [o pastor] que incentivou elas a fazerem o boletim de ocorrência”, afirmou Erich.

Preso, o criminoso foi conduzido ao Plantão Central, onde foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e interrogado sobre os crimes sexuais. Em seguida, foi encaminhado à unidade prisional de ressocialização, onde ficará à disposição da Justiça.

Em depoimento, ele confessou ter abusado sexualmente das filhas, mas negou ameaçá-las com lâminas. “Ele disse que somente ameaçava, mas não usava faca para que elas não contassem para ninguém”, detalhou o delegado. Do Metrópoles.