Destroços e tampa de isopor podem ser de embarcação de pescadores desaparecidos

Destroços de um barco e uma tampa de caixa de isopor foram encontrados nesta quarta-feira (08), na localidade Maruim, e podem ser da embarcação que desapareceu com três pescadores do município de Raposa, na região metropolitana da capital maranhense.

Os objetos foram achados por pescadores que estão ajudando nas buscas na região. Levados para a cidade de Raposa, um dos objetos – tampa de isopor – foi reconhecido por familiares dos desaparecidos.

André Veras Silva, de 38 anos, Francisco José Pereira Araújo, de 21 anos, o Gugu Maranhão, e Lucas dos Santos Santos, de 19 anos, saíram do Porto do Braga em Raposa no último dia 25 de junho. O destino deles seria a localidade Farol de Santana, em Humberto de Campos, onde iriam pescar.

Dias depois da saída deles, pescadores de São José de Ribamar encontraram à deriva uma caixa de isopor, uma rede de pesca, sinalizadores, garrafa de café e galões de água, além de combustíveis  que seriam do barco usado pelas vítimas.

À época, o caso teria sido comunicado para a Colônia de Pescadores de Raposa, mas autoridades não teriam sido avisados para que as buscas fossem iniciadas.

Ao jornalismo da TV Difusora o também pescador Juvenal Santos se emocionou ao falar sobre a influência dos ventos e do clima na navegação: