Home Cultura Frequentadores fazem vaquinha virtual para ajudar o Cinelume

Frequentadores fazem vaquinha virtual para ajudar o Cinelume

Featured Video Play Icon

Apaixonados por luzes e câmeras, os amantes da Sétima Arte resolveram partir para a ação e estão se unindo para que o único cinema de arte da capital maranhense sobreviva. A dificuldade aumentou com a chegada da pandemia, mas uma campanha está sendo feita para que em breve a telona volte a ficar iluminada.

No cinema de arte, por exemplo, aconteciam os festivais e a exibição de trabalhos locais e de referência. Um dos setores mais afetados também será um dos últimos a retornar para a normalidade.

Bem antes da pandemia estes cinemas já lidavam com o enfraquecimento do público que frequenta os espaços. Depois da crise o desafio é, além de lidar com todas as questões financeiras, atrair o público novamente.

No caso do Cinelume, um dos mais antigos da capital, uma frequentadora, a professora Alexandra Rudakoff, resolveu fazer uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para a manutenção do cinema pelo período de 6 meses. A meta é juntar pelo menos 48 mil reais.

O link para as doações está disponível em uma página de rede social criada para dar apoio ao cinema. O Cinelume exibe diariamente até 3 filmes e é um dos ameaçados pela pandemia. Até agora, já foram arrecadados R$ 17.758,46 (até às 12h16 desta quarta-feira, 1°).

“O proprietário, Frederico Machado, não tem mais condições de arcar sozinho com o cinema. Estamos em meio a uma pandemia (COVID-19) e esse tipo de estabelecimento não pode funcionar. No entanto, as despesas continuam. O custo médio mensal é 8 mil reais. Paga-se com esse valor aluguel, condomínio, entre outras despesas. Com esse valor o cinema se mantém”, diz o apelo.