Home Maranhão Acidente na BR-316 deixa feridos e mata médico filho do prefeito de Tuntum

Acidente na BR-316 deixa feridos e mata médico filho do prefeito de Tuntum

Acidente na BR-316 deixa feridos e mata médico filho do prefeito de Tuntum

Morreu vítima de um grave acidente neste fim de semana na BR-316, em Alto Alegre do Maranhão, o médico Rafael Seabra. Ele era filho de Cleomar Tema, prefeito de Tuntum e ex-presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM).

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no quilômetro 410 da rodovia quando o médico, que dirigia um veículo Toyota SW4 no sentido Peritoró-Alto Alegre, teria invadido a pista contrária. O carro dele foi atingido por um ônibus que seguia em sentido contrário. O ônibus ainda bateu em uma carreta Volvo que vinha logo atrás da SW4.

O prefeito Cleomar Tema usou as redes sociais neste fim de semana para lamentar a trágica morte do filho. Veja abaixo:

O motorista do ônibus e alguns passageiros ficaram presos às ferragens. O médico Rafael e uma outra pessoa que viajava com ele também ficaram presos. Equipes do Corpo de Bombeiros conseguiram retirar todas as vítimas, que receberam os primeiros socorros ainda no local.

O motorista de Seabra, Jucier Rogério Ferreira Araújo de 46 anos, está internado no Hospital Geral de Peritoró em estado grave. No momento do acidente era Rafael quem dirigia.

Veja o relato de um PRF que chegou ao local imediatamente após o acidente:

“Cheguei exatamente na hora do acidente. Eu viria no ônibus da RA, (envolvido no acidente), porém, acabei entrando no ônibus da Guanabara, (que vinha logo atrás). No local do acidente, de pronto, parei para prestar os primeiros atendimentos, acionei os bombeiros de Bacabal e Peritoró, além do SAMU e da equipe PRF Peritoró. O médico que conduzia a caminhonete ainda estava vivo, mas em estado muito grave. Quebrei o vidro da SW4 para ele e o passageiro ter como respirar. O passageiro da SW4 conseguia me ouvir, apesar de estar em estado gravíssimo, já o condutor (o médico Rafael Seabra) estava com a pulsação muito fraca e desacordado, com hemorragia muito forte no nariz e na boca. Após alguns minutos eu não sentia mais pulsação ativa no médico. O condutor do ônibus da R.A estava preso nas ferragens, mas conseguia manter um diálogo consciente comigo. Retirei todos os passageiros do ônibus e somente dois tiveram lesões leves. Parei um ônibus da Real Maia e embarquei os mesmos neste ônibus (para prosseguir viagem e desafogar o local). Pedi auxílio para fazer o transbordo das bagagens. O condutor da carreta estava ileso. O SAMU chegou após 40 minutos e os bombeiros chegaram após 50 minutos. Durante todo esse tempo pedi para dois voluntários auxiliarem no balizamento do local com lanternas. E retirei todos os cabos de bateria dos veículos. Infelizmente houve uma vítima fatal no local da colisão”.