Home Maranhão São Luís Pioneiro em cirurgia pediátrica no MA morre com suspeita de COVID-19

Pioneiro em cirurgia pediátrica no MA morre com suspeita de COVID-19

Pioneiro em cirurgia pediátrica no MA morre com suspeita de COVID-19

O médico Raimundo Alexandrino de Souza Lima, 79 anos, pioneiro em cirurgia pediátrica no Maranhão e professor aposentado do curso de medicina da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), morreu na última segunda-feira (13) com suspeita de infecção por COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ele estava internado em um hospital particular desde o domingo, em São Luís, após passar mal e foi socorrido por amigos e familiares ainda em casa.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que aguarda o resultado do teste para coronavírus realizado nas amostras das secreções colhidas no paciente ainda no hospital, que foram enviadas para laboratório particular para detectar a causa da morte dele. A SES não soube informar quando o resultado ficará pronto porque o exame foi realizado em um laboratório particular.

O médico chegou a ser atendido por outro colega ainda em casa, localizada no bairro Renascença, em São Luís, quando passou mal na noite do domingo, mas, devido à gravidade do estado de saúde dele, foi necessário ser socorrido para o hospital. Ao dar entrada na unidade hospitalar, Lima foi imediatamente internado na ala destinada a pacientes suspeitos de estarem doentes com a COVID-19.

Um dia antes, Lima já apresentava alguns sintomas de síndrome respiratória e teria telefonado para alguns amigos informando que “estava com COVID-19”, mesmo antes de ser submetido a exame laboratorial.

Amigos do cirurgião infantil relataram que ele estava tossindo muito, com falta de ar e com saturação de 84% quando foi socorrido para o hospital. O médico Luis Bulhões Calheiros explica que um paciente com saturação de 84% significa que ele está trocando menos oxigênio e que as características descritas pelos amigos do cirurgião pediátrico morto são “típicas de quem está em insuficiência respiratória, comum em casos graves de COVID-19.”

“Uma saturação abaixo de 90%, em indivíduos com COVID-19, significa um estado de hipoxemia, em que o corpo não está conseguindo obter oxigênio na quantidade necessária, devido ao comprometimento dos pulmões causado pela reação inflamatória ao vírus”, explica o médico.

Familiares de Raimundo Lima se pronunciaram sobre a morte dele nas redes sociais. Dois sobrinhos dele deixaram mensagens de luto e afirmaram que o tio morreu em decorrência da COVID-19. Um deles colocou a hashtag #ficaemcasa em alusão ao isolamento social para diminuir as chances de uma pessoa contrair a doença.