Empresas de transporte do MA discutem medidas emergenciais contra pandemia

A pandemia provocada pelo novo coronavírus tem causado grandes impactos ao transporte rodoviário e fretamento do estado do Maranhão. Na manhã desta sexta-feira (03), empresários do setor estiveram reunidos por videoconferência, para discutir medidas emergenciais de combate à crise financeira motivada pelo avanço da Covid-19.

Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário e Fretamento do Maranhão (SETREFMA), Ubaldo Silva, cerca de 90% da frota está parada nas garagens das empresas. “Os empresários estão preocupados com o fechamento da folha de pagamento dos funcionários. Com os veículos parados não existe receita para pagar os empregados”, destacou Ubaldo.

Diante de toda essa situação, e para amenizar os custos, muitas empresas decidiram adiantar as férias dos funcionários. Durante a reunião, o SETREFMA decidiu levar à diretoria do Sindicato dos Motoristas do Estado do Maranhão uma proposta de negociação para que o pagamento das férias da categoria seja parcelado. Além disso, ficou definido também que será solicitado ao Governo do Maranhão, a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Suspensão do transporte interestadual

Desde o 21 de março, o governador do Maranhão, Flávio Dino, suspendeu o transporte interestadual rodoviário de passageiros. A medida foi tomada para tentar conter um possível aumento de casos do novo coronavírus no estado. De acordo com o decreto, a suspensão do trafego seria por 15 dias, com exceções em casos de regiões integras ou metropolitanas que estejam em outro estado.