Familiares de mulher supostamente envenenada cobram resultado de laudos

Familiares de uma aposentada que foi supostamente envenenada ainda aguardam o resultado de laudos da Polícia Civil. O caso aconteceu em outubro do ano passado, no município de Paço do Lumiar.

Já são 3 meses à espera de uma resposta e, para os familiares, a morte de Maria Goreth continua um mistério. O exame toxicológico realizado em Goreth mostrou a presença de um medicamento, mas os peritos não souberam precisar se a quantidade foi suficiente para matar a mulher.

O material genético também foi enviado para ser examinado como a saliva, que também pode determinar a causa de morte que continua indefinida. Enquanto todos os laudos não ficam prontos, a polícia não tem como apontar um suspeito e sequer definir se houve um crime.