Fugitivos do MA e PI usariam fuzis e carro blindado para dar fuga a assaltantes

Fugitivo do Complexo Penitenciário do Maranhão e outro condenado por roubo a banco no Piauí foram capturados na última sexta-feira (17), em Teresina-PI. Nos veículos apreendidos durante a operação, foram localizados fuzis que seriam usados para dar fuga a assaltantes de bancos no Nordeste.

De acordo com o coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), delegado Tales Gomes, um dos carros foi roubado recentemente na zona sudeste da capital piauiense.

“Dois dos três carros apreendidos foram roubados nos últimos dias em Teresina e seriam usados em roubos a bancos e carro-forte na região Nordeste, principalmente, no Piauí e Maranhão. O [veículos] Duster, por exemplo, foi roubado por cinco jovens que o tomaram de um rapaz para entregar aos suspeitos que usariam em roubos a bancos”, explica o delegado.

A operação resultou ainda em duas prisões, apreensão de drogas, munições e três fuzis, um calibre .50, capaz de abater aeronaves e furar blindagem de carros-fortes. Os fuzis, segundo o delegado, seriam usados para render seguranças de carros-fortes durante assaltos. “O material estava enterrado na região do bairro Todos os Santos, na região do Grande Dirceu”, reitera Gomes.

“Um deles saiu de saída temporária no Dia da Crianças do presídio de Pedrinhas-MA e nunca mais voltou. O outro foi condenado ao roubo de banco em Castelo do Piauí no ano passado e estava respondendo em liberdade. Eles dois estavam em posse de três veículos roubados, sendo um deles blindados […] no ano passado tivemos os menores índices de roubo a banco no Piauí. São sujeitos integrados na organização criminosa e quando o de Pedrinhas foi solto começou a se organizar tanto para roubos como para o tráfico”, conclui o coordenador do Greco.