Conflitos e violação de direitos motivam visita de comissão a terra indígena Araribóia

Com objetivo de ouvir lideranças indígenas sobre as invasões, as circunstâncias dos homicídios e a violação dos direitos humanos dos povos indígenas da terra indígena Araribóia, parlamentares que compõem a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CMDH) e as Frentes Parlamentares Ambientalista e Indígena fizeram diligência nesta sexta-feira (10) na aldeia Juraçal.

Participaram a deputada federal Joenia Wapichana (REDE-RR), os deputados Nilto Tatto (PT-SP) e Bira do Pindaré (PSB-MA) e a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA); além de representantes de instituições de direitos humanos e povos indígenas do Estado.

Os requerimentos de visita aprovados nas Comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Direitos Humanos são de autoria da deputada Joenia Wapichana, coordenadora da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Indígenas em conjunto com demais parlamentares: Túlio Gadelha (PDT-PE), Camilo Capiberibe (PSB- AP) e Bira do Pindaré.

Liderança fala sobre defesa dos direitos indígenas e garantia de terras para a subsistência de comunidades.

O pedido foi motivado pelo agravamento dos conflitos no final do ano passado, que resultaram em mortes como a do líder guardião da floresta Paulo Paulino Guajajara. No mês de novembro, lideranças indígenas que sofreram ataques estiveram na Câmara reforçando o pedido de apuração e providências sobre os casos.

Em dezembro, a deputada Joenia Wapichana e a senadora Eliziane Gama, estiveram com o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, reforçando o pedido de proteção aos indígenas e ao território, além da investigação dos casos. O Ministro garantiu a presença da Força
Nacional e a apuração dos casos.

Imagens feitas pela jornalista Yndara Vasquez.