Seguem interditados monumentos de São José de Ribamar após ação do MP

Em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís, seguem interditadas a Concha Acústica e a imagem do santo padroeiro que fazem parte do conjunto arquitetônico religioso da cidade. A paróquia, que atrai milhares de fiéis, deu entrada com pedido de tombamento dos monumentos.

Em setembro de 2019, um acordo firmado com a paróquia e o santuário e homologado pelo juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins, garantiu a realização dos festejos da cidade mediante reparos emergenciais na Concha.

Embora os fiéis continuem frequentando o santuário, poucos turistas se arriscam a descer até à estátua de São José e à gruta de Nossa Senhora de Lourdes, prejudicando ainda quem vive do comércio da cidade religiosa.