Servidores penitenciários mortos na capital exerciam funções temporárias

Em pouco mais de um mês, duas mortes contra auxiliares penitenciários foram registradas na região metropolitana de São Luís. Além disso, foi contabilizada uma tentativa de homicídio.

Carlos Augusto Côrrea, de 44 anos, e Antônio Magno Reis Duarte, de 45 anos, foram as duas vítimas. Carlos foi assassinado em frente ao Terminal de Integração da Cohab e Magno, na porta da própria casa, na Vila Mauro Fecury 2. A Polícia Civil investiga o caso; um suspeito já foi preso. No início do mês passado, um homem foi atingido por vários disparos no bairro Vila Verde na área Itaqui-Bacanga, enquanto saía de casa.

Os dois homens assassinados ocupavam o cargo de auxiliar penitenciário, apenas com contratos temporários. Em todo o sistema penitenciário cerca de 1.200 profissionais exercem essa função, além de 800 efetivos entre agentes e inspetores, e mais 700 agentes penitenciários temporários. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, que não abrange essa categoria, casos assim no Maranhão não são comuns.