Moradores interditam BR-402 após atropelamento de crianças

Familiares e amigos das crianças atropeladas às margens da BR-402, no povoado Nambu Açu de Cima em Rosário, fazem desde as primeiras horas desta segunda-feira (18) protesto na região, próximo a Morros. Os manifestaram fecharam a rodovia parcialmente com o veículo do atropelador, que foi incendiado neste domingo (17) após o acidente. Imagens de celular mostram a população tentando, inclusive, quebrar o asfalto com o uso de picareta.

Segundo informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista teria dormido ao volante e estava com a companheira e duas crianças dentro do carro. No local, a PRF chegou a viabilizar o pré-agendamento para terça-feira (19) de uma reunião de representantes da comunidade com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), na sede da polícia rodoviária em São Luís, em uma tentativa de evitar os acidentes graves ocorridos no trecho.

Entretanto, a comunidade antecipou a manifestação para esta segunda. Por volta de meio dia e meia, segundo relataram ouvintes do Repórter Difusora, devido o intenso congestionamento populares começaram a liberar o fluxo de veículo de dez em dez minutos apenas por um dos lados da via.

“Voltando para São Luís, após ter sido impedida de passar pelo povoado Nambu Açu, me identifiquei como médica e expliquei que mais de 50 pacientes me esperavam. Um manifestante lamentou, outro foi muito agressivo dizendo que ontem no acidente não passou nenhum médico. Vias interditadas e moradores bem chateadas, não permitindo a passagem de profissionais que não tem culpa do acontecido”, disse uma mulher que ficou preso no engarrafamento.