Júri é cancelado após justiça descobrir que réu estava morto há 4 anos

Em Bacabal , um julgamento teve que ser cancelado porque o réu já estava morto há 4 anos. O julgamento de Aldízio de Sousa Santos estava marcado para terça-feira (05). Ele era acusado de ter assassinado, em 2011, um homem identificado como Raimundo Nonato da Silva. Só que o que o Fórum da Comarca de Bacabal não sabia era que o réu também já estava morto, vítima de assassinato, desde 2015. O júri foi suspenso para que a morte de Aldízio seja investigada. De acordo com a Defensoria Pública, ele era considerado foragido e alegava ter cometido o crime em legítima defesa.