Corpo de pastor é retirado de cova concretada em quintal; autor confessou crime

Foi retirado de uma cova, somente por volta das 22h desta segunda-feira (14), o corpo do pastor evangélico e técnico de informática Mackson da Silva Costa, de 37 anos. A vítima estava desaparecida desde a última sexta-feira, dia 11 de outubro, após sair do local de trabalho na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

A Polícia Civil, através da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), chegou ao local onde a vítima foi enterrada por meio indicação do principal suspeito, preso na manhã desta segunda. Saulo Pereira Nunes, de 38 anos, foi capturado no bairro Maiobão, no município de Paço do Lumiar, pela SHPP, com apoio da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) e Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).

Saulo teria matado pastor por motivação passional.

Ele confessou ter desferido golpes de arma branca no pastor e indicou o local onde o enterrou. Uma faca já foi apreendida pela Polícia Civil e, de acordo com investigações preliminares, o crime pode ter sido passional. Segundo o Chefe do Departamento de Proteção à Pessoa, delegado Felipe César Mendonça, a cova havia sido concretada no quintal da residência do próprio autor, na rua 7 do Maiobão.

As equipes policiais e periciais estiveram no local para a coleta de evidências; o trabalho para a retirada do corpo começou ainda durante a tarde desta segunda-feira. Pela noite, na saída de Saulo Nunes da casa, populares entoaram palavras de ordem pedindo justiça.

O veículo da vítima foi encontrado na manhã de domingo (13) na Avenida 7 do mesmo bairro Maiobão. No interior do veículo, foram encontrados documentos e quantia em dinheiro.