Corpo de pastor encontrado em residência de autor confesso será sepultado nesta terça

Chegou por volta das 10h desta terça-feira (15), na sede da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), o homem que confessou ter matado o pastor evangélico e técnico de informática Mackson da Silva Costa, de 37 anos. A apresentação do autor do crime acontece ainda nesta manhã, a cobertura completa você confere no Hora D e no Jornal da Difusora, ao longo do dia.

Saulo Pereira Nunes, de 38 anos, foi capturado na segunda-feira no bairro Maiobão, no município de Paço do Lumiar. Ele quem indicou à Polícia Civil, peritos do Instituto de Criminalística (ICRIM) e do Instituto Médico Legal (IML) e Corpo de Bombeiros que o corpo da vítima estava enterrado e concretado no quintal de sua própria casa, no mesmo bairro. Após 7 horas de trabalhos nesta força-tarefa, o corpo foi encontrado a uma profundidade de 1,60m. Autópsia vai determinar a causa da morte da vítima, o laudo deve sair em alguns dias.

O carro do técnico de informática foi encontrado perto dali, sem sinais de arrombamento e com documentos e dinheiro no interior do veículo. O homem, que estava desaparecido desde o dia 11 de outubro, foi ferido com golpes de arma branca. O instrumento utilizado no crime já foi apreendido pela Polícia Civil.

Conforme depoimento, Saulo suspeitava que a esposa dele estaria tendo um relacionamento extraconjugal com a vítima. Ele conseguiu atrair o pastor até a casa dele, se passando pela mulher. Com o portão da casa encostado, Mackson entrou na casa e a esposa do Saulo não estava, já que estava viajando. Após matá-lo a facadas, o corpo foi arrastado até a cova que já tinha sido feito e logo após foi concretado.

O velório Mackson Costa acontece na casa da mãe dele, na Vila Bacanga. O enterro está previsto para às 15h, no Cemitério Paraíso, região metropolitana de São Luís.