HomePolícia Preso foragido que atirou em policiais de Caxias

Preso foragido que atirou em policiais de Caxias

Preso foragido que atirou em policiais de Caxias

Foi preso no final da noite desta sexta-feira (9), o foragido da Justiça, Edifranco de Sousa Santos, de 26 anos, acusado de homicídio, e que atentou contra a vida de dois policiais civis, que cumpriam mandado de prisão contra ele. Edifranco foi conduzido para o Plantão Central da Polícia Civil de Caxias (MA).

Durante todo o dia desta sexta-feira, foi montada uma força tarefa, mantendo operações conjuntas com a PRF, 2oBPM, CTA e PC, que estavam em diligências para captura do atirador. Ele é apontando como um dos suspeitos de ter matado o cobrador de ônibus identificado como Diego Barbosa dos Santos, no dia 20 de dezembro do ano passado, no Centro de Caxias.

Policial

O policial militar reformado, José Wilson Amorim, se recupera bem da cirurgia de retirada dos fragmentos de bala que ficaram alojados em sua cabeça, após ser atingido na madrugada desta sexta-feira, por disparos efetuados por Edifranco. Amorim e o policial Renato Ribeiro da Silva, ferido no pé, cumpriam mandado de prisão contra o atirador no Povoado Lagoa do Mariano, próximo ao Baú em Caxias (MA).

Segundo informações das cúpulas do 2oBPM e Delegacia Regional de Policia Civil, que acompanham o caso, bem como de familiares, Amorim passou por cirurgia, que iniciou às 17h30 e encerrou por volta das 19h50 de sexta e reage bem ao procedimento e não corre risco de morte, mas segue internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Marcos, em Teresina (PI).

O Comando do 2oBPM e o Delegado Regional de Polícia Civil de Caxias agradecem a todos os órgãos envolvidos que acompanharam a transferência do Sgt RR Amorim até Teresina, complementando o comandante do 11oBPM em Timon, Ten. Cel. Ribeiro e a PM do Piauí, que fizeram a escolta e desobstruíam o trânsito nas duas cidades para agilizar a remoção do policial.

Entenda o caso

Na madrugada desta sexta-feira (9), o policial militar reformado e o policial civil foram baleados, quando tentavam cumprir um mandado de prisão contra um suspeito de estar envolvido na morte de um cobrador de ônibus intermunicipal.

Amorim, que trabalha na Delegacia de Caxias, e o policial civil Renato foram até o povoado Lagoa do Mariano, na zona rural de Caxias, para prender Edifranco de Sousa Santos, de 26 anos, suspeito de autoria do homicídio. Ao chegarem ao local, os policiais foram recebidos a tiros.

José Wilson foi atingido na cabeça. Ele chegou a ser internado na UTI do Complexo Hospitalar Gentil Filho de Caxias, mas teve que ser transferido para outro hospital na cidade de Teresina (PI). E o policial civil Renato, foi atingido no pé e recebeu alta ainda nesta sexta-feira.

Edifranco de Sousa Santos conseguiu fugir após balear os policiais. Ele é apontando como um dos suspeitos de ter matado o cobrador de ônibus identificado como Diego Barbosa dos Santos, no dia 20 de dezembro do ano passado, no Centro de Caxias.

De acordo com as investigações, a vítima foi morta quando estava organizando as bagagens dos passageiros no ônibus. O acusado e outro homem chegaram de moto e um deles efetuou os disparos contra o cobrador, que morreu no local.

Depois do crime, um dos suspeitos, identificado como Evandilson Ribeiro Damasceno, foi preso em flagrante. Ele confessou estar na garupa da motocicleta e atribuiu os tiros a Edifranco, que conduzia o veículo.

Edifranco chegou a se apresentar na delegacia com o advogado, após passar o período de flagrante, e logo foi liberado para aguardar o andamento do processo. Quando a Justiça decretou a prisão dele, o mesmo fugiu para o estado do Pará e retornou para o Maranhão na semana passada, tendo se escondido no povoado Lagoa do Mariano.

Ainda segundo as informações policiais, a motivação do crime seria porque a vítima teria assediado a namorada de um dos autores do assassinato do cobrador, fato ocorrido em Matões, onde residem os envolvidos.

Edifranco de Sousa Santos quando foi preso em 2018