HomeCultura Praça Pedro II tem apresentação de chorinho nesta sexta-feira

Praça Pedro II tem apresentação de chorinho nesta sexta-feira

Praça Pedro II tem apresentação de chorinho nesta sexta-feira

O chorinho, estilo musical que surgiu no Brasil em meados do século XIX, vai tomar conta da Praça Pedro II nesta sexta-feira (26), a partir das 18h.

Com repertório recheado de clássicos, o grupo Roberto Chinês Quarteto traz para o Arte na Praça, as canções de Pixinguinha, Noel Rosa, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Waldir Azevedo, além de composições autorais. A programação promete reunir públicos de todas as idades, apreciadores do estilo musical e, ainda, surpreender turistas que estão de passagem pela cidade.

A programação faz parte do Férias Culturais que vai até o dia 31 de julho. No sábado (27), no Complexo Deodoro, se apresentam Milla Camões e Quinteto Consoante, com o melhor do jazz e blues, a partir das 19h. Já no domingo (28), a programação do Férias Culturais acontece na Feirinha São Luís, das 8h30 às 15h, com muita música e cultura, Entre as atrações, estão Banda da Feirinha, Tambor de Crioula Arte Nossa, Grupo de Capoeira Angola Acapus, show de Adriana Bosaipo, Luciano Priss e Raiz Tribal. No Complexo Deodoro, ainda no domingo, a animação fica por conta da Be Happy e Cia Cara de Palco, que farão parte de uma programação voltada ao público infantil. As atrações começam às 17h.

Chorinho

O choro ou, como é mais conhecido, o chorinho, é um dos mais originais estilos de música, principalmente instrumental, cuja origem remonta o século XIX. Nascido no Rio de Janeiro, o choro ganhou forte expressão nacional, tornando-se um símbolo da cultura brasileira. É um ritmo instrumental produzido no âmago das classes populares. Os músicos que executam este gênero foram batizados de chorões.

Naquela época, os músicos tocavam os ritmos que estavam em moda na Europa, entre eles a polca, o maxixe e a mazurca, mas, em vez de utilizar um monte de instrumentos de orquestra, usavam basicamente flauta, cavaquinho e violão, o que resultava em uma outra cadência. Outros instrumentos foram incorporados aos grupos de choro, entre eles o bandolim, o violão de sete cordas, o saxofone e alguns instrumentos de percussão como o pandeiro.