HomeMaranhão Enfermeiros que atuam em Imperatriz cobram pagamentos

Enfermeiros que atuam em Imperatriz cobram pagamentos

Enfermeiros que atuam em Imperatriz cobram pagamentos

Enfermeiros e técnicos de enfermagem que prestam serviços para a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) alegam atraso no pagamento de vencimentos. Os profissionais prestam serviço no Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), da avenida Bernardo Sayão.

Os colaboradores foram requisitados pela EMSERH por 11 meses, após a quebra de contrato com outra empresa e o início do contrato da Empresa Maranhense com o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana (IADVH). As horas extras reclamadas são as produzidas durante o mês de março de 2019.

Segundo o sindicato dos servidores da saúde, a empresa responsável pela contratação anunciou duas datas para o pagamento das horas extras, mas os acordos não foram cumpridos. Na última terça-feira (02), o sindicato emitiu uma nota de repúdio cobrando o pagamento das horas extras.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde esclareceu que o período em questão é referente à transição da empresa gestora da folha de pagamento dos funcionários requisitados destas unidades, atualmente vinculados ao Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Vida Humana (IADHV).

A secretaria informou, ainda, que conforme acordo junto à justiça e sindicatos, os funcionários receberão suas indenizações a partir do dia 12 e, também neste mês, o pagamento referente às horas restantes.