Home Maranhão São Luís Nosso Centro vai levar Parque Tecnológico ao Centro Histórico

Nosso Centro vai levar Parque Tecnológico ao Centro Histórico

Nosso Centro vai levar Parque Tecnológico ao Centro Histórico

O Programa Nosso Centro, maior conjunto de intervenções para revitalização do Centro Histórico de São Luís, também inclui soluções tecnológicas de desenvolvimento. A ideia é instalar o Parque Tecnológico do Maranhão (PqT).

Com investimentos no valor de R$ 15 milhões, o Parque Tecnológico contará com espaços públicos dedicados à aceleração e incubação de startups, fortalecendo as ações do Casarão Tech. Além disso, o parque incluirá um centro de pesquisa, desenvolvimento e inovação e viabilizará a atração e surgimento de empresas de base tecnológica.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Davi Telles, diz que “nós estamos seguindo o sentido de tríplice hélice de parques tecnológicos, convergindo três grandes agentes: o Governo, a academia e as empresas. A produção de conhecimento é o principal responsável pelo êxito na atração de empresas de tecnologia”.

O secretário ressalta que o apoio já existente às startups e os incentivos para produção de conhecimento aplicado a políticas públicas serão ampliados. “O Parque também fortalecerá as ações do Casarão Tech com os programas já existentes de apoio às startups, laboratórios focados para soluções tecnológicas em políticas públicas e adaptação e recuperação de imóveis”, explica.

Na dimensão de apoio à produção de conhecimento, a Secti estimulará a instalação de programas de pós-graduação, cursos de graduação e cursos técnicos de várias instituições públicas e privadas, prioritariamente nas áreas de Tecnologia da Informação, Engenharias e Biotecnologia.

A Secti também já iniciou a prospecção de empresas-âncora com papel fundamental para o fortalecimento das políticas produção de emprego e renda no setor. “Uma empresa-âncora no contexto do Parque Tecnológico é importante porque ela está desde o início incluída no processo, com papel muito significativo de estimular o nascimento de novas empresas, por exemplo, aportando recursos”, afirma o secretário adjunto de Inovação e Cidadania Digital da Secti, Nivaldo Muniz.

Casarão Tech fará parte do Parque Tecnológico. Foto: Divulgação

Tecnologia a serviço da qualidade de vida

Além dos incentivos para atrair empresas do setor privado, o Parque Tecnológico do Maranhão foca no desenvolvimento de estratégias que usem a tecnologia para melhorar a qualidade de vida da população.

Por determinação do governador Flávio Dino, entre as principais linhas para captação de projetos de inovação, estão a saúde e o bem-estar dos maranhenses, educação, inovação na administração pública, logística, mobilidade urbana, cidades inteligentes, agroindústria e internet das coisas.

“Nós vamos implantar o Laboratório de Governo focado em soluções de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e outras políticas públicas, além de uma Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (CPDI), que funcionará no prédio da RFFSA, já em fase de revitalização”, disse Davi Telles.

Polos 

Além do Parque Tecnológico, o Programa Nosso Centro inclui a implantação de mais quatro polos vocacionais e estratégicos para revitalizar a área, com investimentos totais de mais de R$ 140 milhões.

Os polos tornarão o Centro Histórico de São Luís referência em renovação e desenvolvimento sustentável, preservando seu valor histórico e cultural ao mesmo tempo em que promoverão o Centro da cidade como um espaço democrático e de desenvolvimento regional.