HomeCultura Vila cultural no Arraial do Ipem atrai milhares de pessoas

Vila cultural no Arraial do Ipem atrai milhares de pessoas

Vila cultural no Arraial do Ipem atrai milhares de pessoas

Já pensou ter lado a lado e em um só lugar algumas das principais casas de cultura do Maranhão? Agora é possível. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma), criou réplicas de 8 equipamentos culturais no arraial do Ipem. Turistas e ludovicenses podem tirar fotos no espaço e conhecer mais sobre cada uma das casas de cultura.

Teve gente que reservou um tempo na agenda só para prestigiar a Vila que tem sido sucesso nas redes sociais e na televisão nesta época de São João. “Eu vi a Vila Cultural no jornal, e realmente gostei bastante”, afirmou Estela Oliveira.

Quem visitar o espaço irá encontrar a reprodução da Casa do Tambor de Crioula, Palácio dos Leões, Museu do Reggae do Maranhão, Casa do Divino, Biblioteca Benedito Leite, Teatro Arthur Azevedo, Casa de Cultura Josué Montello e Forte de Santo Antônio.

Para Luluca, o espaço cumpre função importante na divulgação desses patrimônios. “Eu acho que faltava locais como esse em que os turistas ficam à vontade. E na verdade, muitos que ainda não conhecem esses espaços históricos quando vêm atrás das atrações juninas do Ipem acabam conhecendo prédios que são indicações para visitar a cidade, locais que ele possa conhecer e saber mais sobre a nossa história”, explicou o músico maranhense.

Também foi elaborado catálogo inédito, lançado para o São João, no qual estão presentes fotos e informações a respeito de 30 casas de cultura do estado. Além da divulgação de folclore que ocorre naturalmente durante as apresentações de Bumba Meu Boi, Cacuriá, Tambor de Crioula, o período junino tem sido aproveitado para divulgação dos muitos equipamentos culturais, de grande valor histórico.

Para ter a experiência só mesmo indo ao Arraial do Ipem e conhecendo a Vila que caiu nas graças do público. Mas aí vai um pequeno “spoiler” sobre cada um dos museus e Casas de Cultura do Estado.

Palácio dos Leões– É a sede do Poder Executivo Estadual, residência do governante em exercício e possui uma ala de visitação pública. Apresenta ao público os salões nobres com exposições permanentes de obras datadas do século XV ao XX. Mobiliário, telas, porcelanas, esculturas, pratarias e gravuras são algumas das peças encontradas durante a visitação mediada. O casarão fica localizado na Avenida D. Pedro II, no Centro de São Luís.

Casa do Tambor de Crioula– É um Centro de Referência da manifestação da cultura popular maranhense Tambor de Crioula. A casa é um espaço para fortalecimento do processo de salvaguarda da manifestação. Tem caráter museológico, antropológico e sociológico, bem como de um centro de pesquisa, memória e documentação da história dos afrodescendentes, além de ser um local de difusão da manifestação. Fica na Rua Portugal, 309, Praia Grande, Centro Histórico.

Museu do Reggae do Maranhão– Preserva, estuda e celebra a Cultura Reggae no nosso Estado. O ritmo, que nasceu na Jamaica, foi assimilado pela população maranhense e se transformou em mais um dos muitos elementos culturais que formam a maneira de ser do maranhense contemporâneo. Patrimônio Mundial da Humanidade, o reggae tem grande importância turística e cultural.

Casa do Divino– Localizada na cidade de Alcântara, ela abriga a casa do Império da Festa do Divino Espírito Santo e o Museu do Divino. Fora do período do festejo, a Casa expõe acervo com registros das festas anteriores, mostrando o ano inteiro a fé e a cultura do povo alcantarense. O espaço oferece visita mediada com informações sobre a história do casarão e da Festa do Divino, uma das manifestações religiosas mais tradicionais do estado e que atualmente recebe muitos turistas. Fica na Rua Grande, 88, Centro de Alcântara.

Biblioteca Pública Benedito Leite– É a segunda biblioteca mais antiga do país. Possui acervo de mais de 140 mil exemplares, formado principalmente por obras raras, manuscritos e a mais completa coleção de jornais maranhenses, desde o Conciliador (1821) até os que circulam hoje. Está localizada na Praça do Panteon, Complexo Deodoro, Centro de São Luís.

Teatro Authur Azevedo– Segundo teatro mais antigo do Brasil, foi construído por comerciantes portugueses no auge do ciclo do algodão e inaugurado no início do século XIX. Seu nome é uma homenagem ao escritor maranhense Arthur Azevedo, importante dramaturgo brasileiro. Possui 756 lugares e mantém programação anual variada com pautas locais e nacionais, contemplando público de todas as idades. Fica na Rua do Sol, 132, Centro de São Luís.

Casa de Cultura Josué Montello– Destina-se a promover estudos, pesquisas e trabalhos nas áreas de literatura, artes, ciências sociais, história, geografia, contribuindo para a preservação da memória e da produção artística e cultural do estado. Possui biblioteca especializada em literatura, Museu e arquivo pessoal do escritor Josué Montello, sendo 90% de todo o acervo doado pelo próprio escritor ao governo do Maranhão. Está localizado na Rua das Hortas, 327, Centro de São Luís.

Forte de Santo Antônio– Marco histórico do período de resistência portuguesa às invasões estrangeiras, o Forte de Santo Antônio da Barra foi totalmente revitalizado pelo Governo do Maranhão, em parceria com a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Localizado próximo ao Espigão da Ponta D’areia, em São Luís, o centro cultural conta com o Museu de Embarcações tradicionais maranhenses, um memorial sobre a história do Forte e o Museu da Imagem e Som. Do Governo do Estado.