HomeMaranhão Governo orienta população sobre prevenção da meningite

Governo orienta população sobre prevenção da meningite

Governo orienta população sobre prevenção da meningite

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A doença de origem infecciosa pode ser causada por diferentes agentes etiológicos, como as bactérias e vírus. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça que a vacina é a forma mais eficaz de prevenir a doença.

A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Graça Lírio, descarta surto de meningite no estado, porém reforça a importância da imunização para crianças e adolescentes.

“O Estado monitora a situação epidemiológica da meningite, orientando e apoiando os municípios quanto ao cuidado com as pessoas diagnosticadas com a doença. A vacina é ministrada em três fases, sendo a primeira aos três meses, a segunda aos cinco meses e a terceira aos 12 meses. A vacina contra meningite C deve ser ministrada em adolescentes de 11 a 14 anos”, explicou.

A cobertura vacinal da meningococo C no Maranhão registrou 68,69% em 2018 (parcial) para bebês de 3, 5 e 12 meses. No ano anterior, a vacinação atingiu 73,84%. Em 2016, 77,11% das doses aplicadas.

Entre os 13 sorogrupos diferentes, os tipos mais frequentes da doença são A, B e C. A vacina conjugada contra a meningite meningocócica C também tem elevada eficácia.

Imunização

Para imunização contra meningite na capital, a vacina está disponível gratuitamente para o público-alvo no Centro de Saúde Paulo Ramos, Centro de Saúde Bairro de Fátima, Unidade Mista do Itaqui-Bacanga, Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, Unidade Mista do Bequimão, Centro de Saúde Dr. Genésio Rêgo, APAE e Centro de Especialidades Médicas (CEM) da Cidade Operária.

BOX//Vacinas contra meningite
AO NASCER: BCG, que previne contra as formas graves de tuberculose
2 MESES

Primeira dose de Pentavalente (previne difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite e infecções por Haemóphilus influenzae tipo B) – Primeira dose de – Pneumocócica 10 Valente (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo) – 2ª dose;

3 MESES
Primeira dose de Meningocócica C (previne a doença meningocócica C)

4 MESES
Segunda dose de Pentavalente (previne difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite e infecções por Haemóphilus influenzae tipo B) – 2ª dose de Pneumocócica 10 Valente (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo)

5 MESES
Segunda dose de Meningocócica C (previne doença meningocócica C) – 2ª dose

6 MESES
Pentavalente (previne difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite e infecções por HiB) – 3ª dose

12 MESES
– Pneumocócica 10 Valente (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo) – Reforço;
– Meningocócica C (previne doença meningocócica C) – Reforço

11 a 14 Anos
Meningocócica C (doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do sorogrupo C) – Dose única ou reforço
– Pneumocócica 23 Valente (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo) – 1 dose a depender da situação vacinal

A vacina Pneumocócica 23V está indicada para grupos-alvo específicos e está disponível no Centro de referência para Imunobiológicosa. É indicada também para acamado a partir de 60 anos. Do Governo do Estado.