HomeMaranhão MA é o único estado com adesão de 100% dos municípios no Crescer Saudável

MA é o único estado com adesão de 100% dos municípios no Crescer Saudável

MA é o único estado com adesão de 100% dos municípios no Crescer Saudável

Todos os 217 municípios maranhenses aderiram ao ciclo 2019/2020 do Programa Crescer Saudável, desenvolvido intersetorialmente pelos Ministérios da Saúde e da Educação e que visa, principalmente, contribuir com a prevenção, controle e tratamento da obesidade infantil em crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I. A articulação estadual e, posterior, capacitação das equipes é da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

“Somente o estado do Maranhão obteve 100% de adesão tanto no Crescer Saudável, quanto no Programa Saúde na Escola. Isso demonstra a preocupação dos nossos gestores em promover uma melhor qualidade de vida às nossas crianças e que a articulação da SES tem gerado bons frutos, inclusive recursos, às prefeituras”, comenta o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

As ações que compõem o programa abrangem a vigilância nutricional, a promoção da alimentação adequada e saudável, o incentivo às práticas corporais e de atividade física, e ações voltadas para oferta de cuidados para as crianças que apresentam obesidade. Elas serão implementadas no âmbito do Programa Saúde na Escola. Os recursos serão repassados diretamente aos Municípios pelo Governo Federal.

Além da articulação, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) dará suporte aos municípios, com formação e capacitação das equipes de Saúde na Escola.

“O Programa será gerenciado pela Coordenação Estadual de Alimentação e Nutrição, que vai promover capacitações para os gestores. Faremos também monitoramento das ações, reuniões regionais, discussão a atendimento dos gestores em São Luís e visitas técnicas nos municípios”, explica o coordenador Estadual do Programa Saúde na Escola, Jamesson Ferreira.

O Programa Crescer Saudável foi criado em 2007, dentre as ações previstas está avaliar o estado nutricional das crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I; ofertar atividades coletivas de promoção da alimentação adequada e saudável e de promoção de práticas corporais e atividades físicas; e encaminhar as crianças identificadas com obesidade para intervenção e cuidado na rede de atenção à saúde do município.

Segundo dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan), em 2017, cerca de 3 em cada 10 crianças com idade entre 5 e 9 anos apresentam excesso de peso. Do Governo do Maranhão.