Condenado a 16 anos acusado que disparou onze tiros em vítima

Um homem identificado como Leonardo Lima da Silva foi condenado a 16 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial fechado nesta sexta-feira (24), pelo Tribunal do Júri de Imperatriz, acusado de um assassinato ocorrido em janeiro de 2016.

Em decisão proferida nesta sexta, a justiça apontou que o suspeito empregou meio cruel por ter causado sofrimento desnecessário à vítima ao disparar 11 tiros. O Conselho de Sentença entendeu que, por maioria de votos, Leonardo Lima da Silva agiu por motivo fútil com emprego de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Breno Lucas estava na frente da casa onde morava quando foi surpreendido por dois homens. Para o Ministério Público, além de Leonardo, um outro homem que está foragido participou do crime: Lucas Bonfim.

A decisão é assinada pelo juiz presidente do Tribunal do Júri, José Jorge Figueiredo dos Santos Júnior.