Via Sacra emociona público na primeira noite de apresentação no Anjo da Guarda

Em São Luís, a Via Sacra do Anjo da Guarda completou 38 anos e, desta vez, o espetáculo resolveu chamar a atenção para problemas sociais como violência doméstica, feminicídio e lgbtfobia.

O exercício da Via Sacra consiste em que os fiéis percorram mentalmente a caminhada de Jesus a carregar a Cruz desde o pretório de Pilatos até o monte Calvário, meditando simultaneamente a Paixão do Senhor.

Em São Luís, as estações da Paixão de Cristo foram contadas em cerca de 4 horas de espetáculo produzido e encenado, em sua maioria, pela própria comunidade. São cerca de 2600 pessoas envolvidas, sendo 1600 só de atores e atrizes.

Durante o espetáculo, o público foi acompanhando os atores. No caminho para crucificação foi destacado o encontro com problemas do mundo atual, como a corrupção e as tragédias que afetaram o mundo em 2019.

Até o desfecho com a morte de Cristo na cruz, foi narrado o enforcamento de Judas e num dos momentos mais emocionantes, a ressurreição de Cristo e o encontro de duas mulheres.

Cerca de 250 mil pessoas compareceram e se emocionaram com o espetáculo que será reapresentado hoje (19). O espetáculo Via Sacra do Anjo da Guarda é um evento tradicional do calendário religioso do Estado.