Home Maranhão São Luís Sem acordo após negociações, rodoviários ameaçam cruzar os braços

Sem acordo após negociações, rodoviários ameaçam cruzar os braços

Featured Video Play Icon

Após mais de quatro meses de negociações sem acordo, trabalhadores que atuam no transporte público da capital ameaçam cruzar os braços. A informações foi repassada na manhã desta quarta-feira (20) durante coletiva do Sindicato dos Rodoviários.

Segundo o presidente do sindicato, Isaias Castelo Branco, em dezembro do ano passado o acordo entre os Rodoviários e empresários foi estabelecido, em audiência do Tribunal Regional do Trabalho, só que até agora, os itens da nova Convenção Coletiva de Trabalho ainda não estão sendo cumpridos pelo sindicato patronal.

Uma reunião que estava marcada para acontecer na tarde desta quarta com o Secretário Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros, não ocorreu. Desta maneira, a entidade decidiu notificar na manhã desta quinta-feira (21), todas as empresas de ônibus, a SMTT, a Agência de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), o Ministério Público do Trabalho, o Ministério do Trabalho e o Tribunal Regional do Trabalho, dando um prazo de 24 horas, para que seja assinada a nova Convenção Coletiva de Trabalho, que assegure os direitos da categoria. Se isso não acontecer, os rodoviários irão deflagrar a greve do transporte público na Grande São Luís.

“No meu entendimento, só existe uma maneira de por fim a toda essa situação, expulsar do sistema esses maus empresários, que só pensam em lucrar e não priorizam um serviço de qualidade”, afirmou o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.