Home Maranhão São Luís Continua foragido suspeito de matar jovem na Avenida Litorânea

Continua foragido suspeito de matar jovem na Avenida Litorânea

Continua foragido suspeito de matar jovem na Avenida Litorânea

A Polícia Civil está em busca de Luís Eduardo Correa Durans, 23 anos, apontado como o autor do homicídio contra Erick Cuba de Oliveira, 19 anos. A vítima foi alvejada por três tiros na noite de segunda-feira (11), nas proximidades do restaurante Base da Lenoca, na Avenida Litorânea.

Segundo as investigações, a motivação do crime seria acerto de contas. Em maio do ano passado, Erick teria esfaqueado Eduardo após uma discussão. Há indícios do paradeiro do autor e a polícia trabalha em sua captura, já tendo sido verificado endereço de sua residência. Contra Eduardo não há ficha criminal; enquanto que na ficha de Erick constam registros de atos infracionais por ameaça e roubo qualificado, cometidos quando adolescente. Não foi informado se o então adolescente chegou a ser apreendido.

De acordo com o delegado Lúcio Reis, titular da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP), atualmente a vítima trabalhava e estudava. Erick era sobrinho do ex-prefeito de Cedral, Fernando Gabriel Amorim Cuba.

A briga dos dois teria iniciado em janeiro do ano passado, quando Eduardo, que trabalhava em pizzaria, fez uma entrega ao Erick, no Anjo da Guarda. Erick não teria recebido o troco, discutiu com Eduardo e lhe feriu a faca.

“O Eduardo, à época, foi submetido à cirurgia, se recuperou e jurou vingar-se da vítima. Então, temos a vingança como motivação do crime e já estamos com indícios do paradeiro do autor, que deve ser preso em breve”, informou o delegado Lúcio Reis.

O caso

Erick Oliveira jogava bola com amigos na área da Avenida Litorânea, por volta das 21h, ato que era regular e que segundo a investigação, era vigiado pelo autor do homicídio.

Segundo depoimento de testemunhas que jogavam bola com a vítima, o autor do crime perguntou sobre os participantes do jogo a fim de identificar seu alvo. Quando Erick se afastou para comprar algo em um quiosque próximo, o autor, que estava em uma moto, se dirigiu a ele, tirou o capacete e atirou três vezes, sendo o último disparo com a vítima já no chão.