Home Maranhão Comunidade ainda espera respostas sobre água contaminada com minério de ferro

Comunidade ainda espera respostas sobre água contaminada com minério de ferro

Featured Video Play Icon

Moradores do Residencial Luiz Bacelar, na zona rural de São Luís, ainda esperam respostas das autoridades sobre a denúncia de uma possível contaminação da água que sai das torneiras, com minério de ferro.

A denúncia foi feita na semana passada e o problema já dura 3 anos, desde que o residencial foi inaugurado. Como a área fica localizada ao lado da empresa mineradora Vale, os moradores suspeitam que a contaminação possa estar ligada às atividades da empresa.

Nesta quinta-feira (07) eles receberam a visita de representantes da companhia. A expectativa era de que a empresa fosse fazer a coleta da água para análise, o que não aconteceu. Na reunião, os representantes da Vale alegaram que o fato da empresa ser vizinha do residencial não significa que as atividades operacionais possam interferir com a localização da comunidade. Eles também argumentaram que o ferro é um mineral que pode ser encontrado em qualquer poço.

As explicações não convenceram a comunidade, que aguarda a emissão de um documento oficial comprovando o que foi dito. Os moradores esperam que a empresa emita um laudo garantindo que a situação da água do residencial não tem nenhuma ligação com as atividades desenvolvidas pela Vale na região. Além disso, os moradores também esperam que a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA), que está assumindo as operações de abastecimento na comunidade, possa se pronunciar sobre o caso.

Em nota, a Vale afirma que não há relação da qualidade da água do poço com suas operações, e que os efluentes industriais decorrentes de suas atividades são submetidos ao devido tratamento antes de deixarem as instalações da empresa. Já a Caema informou que está monitorando a qualidade da água e que segue analisando as ligações dos imóveis, para poder realizar uma limpeza nos filtros dos hidrômetros.