Home Maranhão São José de Ribamar Criança atropelada por van no residencial Nova Terra passa por cirurgias

Criança atropelada por van no residencial Nova Terra passa por cirurgias

Featured Video Play Icon

Está internada no hospital Djalma Marques, o Socorrão 1, e deve ser transferida nas próximas horas desta quarta-feira (05) para o Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, uma menina de 7 anos de idade que foi atropelada nesta terça-feira na Travessa 20 do residencial Nova Terra.

A criança voltava do colégio que frequenta há cerca de uma semana em um ônibus escolar e, ao descer do veículo, foi atropelada pelo condutor de uma van de placas HPK 7849 que transitava no local – segundo populares – em velocidade acima do permitido.

Os primeiros socorros foram feitos pelos próprios moradores, com ajuda de uma enfermeira do bairro. Um vizinho teria ajudado a levar a vítima para o Hospital Clementino Moura, o Socorrão 2, unidade que fez o atendimento prévio à criança antes dela ser levada para o Djalma Marques. Ao jornalismo da TV Difusora o primo da menina, Ruanderson Alves Sousa, informou que ela chegou a ser arrastada pela van e teve as duas pernas esmagadas; uma delas sofreu fratura exposta.

O motorista conseguiu fugir do local sem prestar socorro, ele se apresentou na Delegacia de São José de Ribamar ainda na tarde de terça na presença de um advogado. De acordo com o delegado Jorge Pacheco, após prestar depoimento, o motorista foi liberado para responder o inquérito em liberdade enquanto o caso é investigado. Já o dono da van, teria procurado a família e se prontificou a ajudá-los, o que ainda não aconteceu.

Acompanhada da mãe, Fernanda Vanessa Alves Correia, a menina já passou por diversas cirurgias, e o estado de saúde dela é grave. Mesmo com o pedido de transferência para o Hospital Juvêncio Matos, a família tenta também um leito para tratamento no Hospital Carlos Macieira.

Uma reunião com moradores e pais de estudantes do Nova Terra está prevista para acontecer na tarde desta quarta-feira em uma praça ao lado da creche do bairro. Na ocasião eles devem discutir que estratégias tomar sobre o caso e para cobrar melhorias na comunidade.

Segundo familiares, este é o primeiro acidente grave que acontece no trecho. No entanto, o tráfego de vans é intenso no lugar e a velocidade dos veículos nem sempre é condizente com o permitido pelo Código de Trânsito.