Home Maranhão São José de Ribamar Moradores do Nova Terra cobram atendimento em unidade de saúde

Moradores do Nova Terra cobram atendimento em unidade de saúde

Featured Video Play Icon

Após o protesto desta segunda-feira (21) no residencial Nova Terra, em São José de Ribamar, a equipe de reportagem da TV Difusora retornou à comunidade para ouvir as denúncias da comunidade. Eles pedem melhorias na infraestrutura e no transporte público. Ônibus estão ultrapassados e não circulam pelas principais avenidas do residencial.

O residencial existe há cinco anos e é um dos maiores conjuntos residenciais do Minha Casa, Minha Vida no país. São 4.051 Casas e uma população aproximada de 20 mil habitantes.

Além das vias, o transporte público também é precário. Os veículos não estão equipados para atender passageiros com deficiência. Quando tem elevador para cadeirante, ele não funciona. No residencial existe uma unidade básica de saúde que atende a comunidade de segunda a sexta em dois tipos de atendimento: um clínico geral e outro odontológico. Mas os moradores, no entanto, reclamam que o atendimento nem sempre funciona.

Os moradores também denunciam que o projeto da praça de lazer jamais saiu do papel e não há serviço dos Correios no residencial.

 

Leia abaixo nota na íntegra da prefeitura de São José de Ribamar:

A Prefeitura de São José de Ribamar respeita o direito de manifestação da população e tem acompanhado de perto as demandas de todas as regiões diariamente, seja por meio de reuniões ou de audiências públicas.



Na região do Nova Terra, bem como em todos os bairros, os esforços estão sendo tomados para amenizar os problemas em todas áreas, sobretudo pelo longo período em que o município ficou com os serviços públicos deficitários.

 O que tem sido possível fazer está sendo feito.

 No final do ano passado, por exemplo, uma das principais demandas do bairro foi atendida, com a entrega de uma creche totalmente equipada e moderna, para a atender cerca de 400 crianças.



Com relação à infraestrutura, a Prefeitura lamenta que no ano passado nove vereadores rejeitaram um projeto autorizativo de atração de recursos para a pavimentação de 60 km de asfalto no qual uma boa parte seria aplicado no bairro do Nova Terra.

 No entanto,  em parceria com o Governo do Maranhão, a Prefeitura tem buscado outros caminhos para investimentos em que pese essa dificuldade imposta pelos parlamentares.



ATENCIOSAMENTE,


MATIAS MARINHO SIRQUEIRA


SECRETÁRIO-CHEFE DA ASCOM-SJR