HomeMaranhãoSão Luís Familiares de jovens mortos no Coquilho cobram conclusão das investigações

Familiares de jovens mortos no Coquilho cobram conclusão das investigações

Featured Video Play Icon

Foram enterrados esse fim de semana os corpos dos três jovens, com idades entre 14 e 18 anos, que foram assassinados na zona rural de São Luís. Nas primeiras horas desta segunda-feira (07), familiares e amigos das vítimas fizeram protesto para que o crime não caia no esquecimento e sejam encontrados os envolvidos.

A manifestação, que contou com a participação de familiares, amigos e conhecidos, começou por volta das 5h da manhã. Os corpos de Gildean Silva, Joanderson Diniz e Gustavo Monroe foram encontrados na última sexta-feira (04) em uma área próxima às obras do programa Minha Casa Minha Vida, na região do Coquilho.

A comunidade usou galhos de árvores, faixas e cartazes para impedir o acesso e a continuidade dos trabalhos. Nem as viaturas da polícia puderam passar.

 

POLICIAL ENVOLVIDO

Na manhã desta segunda-feira (07), um policial militar suspeito envolvimento na morte dos dois adolescentes e do jovem de 18 anos. Hamilton Caires Linhares, lotado na Companhia de Operações Especiais (COE), foi preso assim que chegou para trabalhar na COE, pela manhã. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), será aberto um procedimento administrativo contra ele. As investigações continuam sendo realizadas pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).